Palestra de Abril foi aos puros de coração.

Bem aventurados os puros de coração.

Com o tema, bem aventurados os puros de coração a palestrante do mês foi a amiga Roseli Martins, trabalhadora do Centro Espírita União Espiritual Amor e Caridade, localizado em Diadema,  à rua Argentina nº 45,  sempre apresentando um bom humor e descontração a palestrante argumentou de que é preciso cuidarmos do nosso coração, não apenas do órgão físico, mas também no sentido espiritual. Extraído do livro de mateus capítulo 8, versículo 5, a frase de Jesus faz parte do Sermão da Montanha, o mais belo discurso do Evangelho, uma narrativa das bem aventuranças que consola os que sofrem e anuncia um mundo melhor.

Nosso coração é o cômodo mais importante da nossa casa.

Comparando o nosso coração com um quarto bagunçado, Roseli martins chama a atenção de que precisamos nos despir dos velhos hábitos, e deixar espaço para as novas coisas de nossa vida. Um quarto entulhado de coisas que não nos servem mais, não deixa que adquiramos o novo. É preciso abrirmos o nosso coração e tirarmos de lá tudo que não usamos mais, mas devido o nosso apego não nos desfazemos de nada. Nossa vida fica repleta de velhos apegos à velhos hábitos que impedem que nos revistamos de uma nova luz. É preciso abrir as janelas do nosso coração e deixar a luz entrar.

Estive doente e foste-me visitar

A palestrante afirma que não basta a frequência religiosa para a pessoa estar com seu coração puro, é preciso ir além, realizar visitas fraternas e praticar a caridade em todos os seus aspectos assim como Paulo relata em sua carta aos Coríntios no capítulo XIII. “Não adianta vir no centro dar passe e continuar com o coração repleto de mágoas, vamos fazer visitas aos doentes e se a gente ficar doente indo num hospital, isso acaba sendo mérito”, afirmou a palestrante.

Onde podemos encontrar Deus?

Com essa pergunta, Roseli Martins, chama a atenção do público para que busquemos Deus dentro de nós mesmos, dentro de nosso coração, “e se o meu coração estiver repleto de angústia e mágoa, raiva e tristeza, como poderei ver o Deus que habita em mim?”.

Mesmo quando vamos ao centro e ouvimos as palestras, quando lemos uma mensagem psicografada, o primeiro passo somos nós que damos deixando a mensagem entrar no lugar da desesperança, somos nós que operamos a nossa cura.

O nosso dia a dia nos entorpece.

As nossas preocupações do dia a dia nos absorvem quase que de modo integral, nos levando a relegar a segundo plano a limpeza do nosso coração, lembramo-nos dessa limpeza quando ao deitarmos tentamos fazer nossa prece e acabamos dormindo no meio da prece, é preciso dar mais tempo ao nosso coração, não podemos apenas dar as migalhas do nosso tempo a essa tarefa, a mais importante do nosso dia.

Trabalhadores da última hora

Roseli Martins, salienta que somos os trabalhadores da última hora, nesse momento de transição do planeta somos cada vez mais responsáveis por trabalhar em benefício da nova era. Jeus afirma, “vós sois deuses”, é preciso despertar esse potencial divino transformador e aproveitarmos esse cenário de oportunidades dessa última hora, o planeta terra sofre mudanças e para melhor, e como estará o nosso coração quando chegar o nosso momento do testemunho e do trabalho?

Bem aventurado os puros de coração porque verão a Deus.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Doutrina Espírita. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s